A presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Adelaide Teixeira, afirmou que a cidade e o concelho chegaram a um ponto de “quase não retorno”, mas mostrou-se esperançada de que ainda é possível reverter “o estado da coisa”.
Adelaide Teixeira, que falava na sessão solene dos 465 anos da elevação de Portalegre a Cidade, disse que “a situação desconfortável” em que se encontram a cidade e o concelho deve-se a “uma certa indolência e apatia e à dificuldade em nos afirmarmos ou reivindicarmos”.
A autarca, eleita pela CLIP, lamentou ainda a “estranha forma de ser ou de estar” dos portalegrenses, que “os impele para a crítica fácil a tudo o que é ou se faz cá, em detrimento do elogio ao que vem de fora ou se faz em outros locais”.
A sessão solene abriu com uma partilha da correspondência de José Régio para Alberto de Serpa, adquirida pelas Câmaras Municipais de Portalegre e Vila do Conde, um total de 888 cartas e postais.
Presente na cerimónia, a presidente da Câmara Municipal de Vila do Conde, Elisa Ferraz, mostrou-se determinada em tornar mais activa e dinâmica a geminação entre as duas cidades, unidas pelo poeta José Régio.
O acto serviu também para enaltecer personalidades de relevo, nomeadamente o conhecido “repórter da cidade”, João Trindade.
João Trindade, agraciado com a Medalha de Mérito Municipal (grau prata), dedicou o “prémio” à imprensa regional do interior do País.
António Martinó voltou a Portalegre para receber a Medalha de Mérito Municipal (grau ouro). O conhecido professor, que reside actualmente em Peniche, citou Zeca Afonso para afirmar que, esteja onde estiver, as suas raízes mantêm-se na capital do Alto Alentejo.
Também condecorado com a Medalha de Mérito Municipal (grau ouro), o presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, aproveitou a ocasião para pedir à cidade que “considere e realce” o que de bom há nos portalegrenses.
Para Ceia da Silva, “Portalegre tem pessoas de grande valor, mas é madrasta para aqueles que são seus”.
O Rotary Clube de Portalegre foi condecorado com a Medalha de Mérito Municipal (grau prata). Piedade Murta, Américo Agostinho e, a título póstumo, António Teixeira foram distinguidos com a Medalha de Mérito Municipal (grau ouro).
Rádio Portalegre

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Uncategorized

Veja também

Campo Maior: “Onde Tudo se Faz Natal” arrancou com desfile das personagens do Presépio

A programação da iniciativa "Onde Tudo Se Faz Natal 2023", em Campo Maior, teve o início n…