Nos fins de semana de 28 e 29 de outubro e de 3, 4 e 5 de novembro decorreu o processo eleitoral concelhio na Juventude Socialista (JS) para o mandato de 2023/2025. A Federação de Portalegre passou de 4 para 11 concelhias eleitas face às últimas eleições concelhias realizadas em 2021, nas quais apenas tinham sido eleitas as concelhias de Portalegre, Ponte de Sor, Elvas e Castelo de Vide.
Depois da reativação das concelhias da JS de Gavião, Campo Maior, Nisa e Crato ao longo do último mandato federativo, neste ciclo eleitoral interno foram reativadas as concelhias da JS de Arronches, Alter do Chão e Marvão.
Para a presidente eleita da JS Arronches e deputada na Assembleia Municipal de Arronches pelo PS, Mafalda Flores, “eleger uma estrutura da JS em Arronches não simboliza unicamente um marco importante para os jovens deste concelho, que é o menos povoado do Alto Alentejo, mais do que isso, é um sinal de esperança e de renovação dos princípios e convicções, assentes num projeto alternativo, progressista e jovem. É com muito orgulho que lidero esta estrutura motivada e disponível, que se mobiliza pelas causas do seu concelho, sem receio em exprimir os seus valores e ideias para a construção do futuro de Arronches”.
Por seu turno, a líder da JS Alter do Chão, Sofia Alves, considera ser “uma oportunidade para os jovens exercerem os seus direitos de cidadania, promover a evolução do concelho e responsabilizar-nos para que sejamos cidadãos ativos na construção do futuro do nosso país.
Sinto uma enorme responsabilidade e uma grande motivação para conduzir os desígnios desta concelhia da JS, desejando contribuir ativamente para evolução de Alter do Chão”.
O presidente eleito da JS Marvão, João Pedro Gonçalves, assume que “sinto que há muito tempo que faltava assumir-se este cargo, para o qual considero possuir as capacidades necessárias juntamente com a minha equipa, com a qual conto diariamente. Temos de fazer mais pela nossa terra, fazê-la crescer e acima de tudo tornar Marvão um melhor concelho.
Os nossos principais objetivos são ouvir os jovens marvanenses, e fazer com que se sintam bem, lutar pelo que é de todos nós, fazer com que as suas ideias sejam ouvidas e colocadas em prática”.
Foram também eleitas as concelhias de Campo Maior (Xavier Gonçalves), Castelo de Vide (Madalena Rabaça), Crato (André Dias), Elvas (Ana Rita Anjos), Gavião (Carolina Filipe), Nisa (Rafael Vieira), Ponte de Sor (Alex Silva) e Portalegre (Mário Ceia).
Segundo o presidente da Federação de Portalegre da JS, João Pedro Meira, “este é mais um momento histórico que vivemos na nossa Federação, onde o principal objetivo está praticamente concluído: por cada concelho do Alto Alentejo, uma concelhia ativa da JS”. O também Secretário Nacional da JS afirmou que “a Federação de Portalegre conta hoje com um conjunto de concelhias que se afirmam no panorama nacional e cujo trabalho que estamos a desenvolver é reconhecido pelos nossos pares que vêm na nossa equipa uma referência de dedicação, trabalho e capacidade de mobilização”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

13 acidentes de viação com um ferido grave e oito condutores detidos em estado de embriagues na lista de ocorrências da GNR

As incidências mencionadas correspondem ao período entre 21 e 23 de Junho …