Oito associações humanitárias de bombeiros voluntários do distrito de Portalegre estão a receber pilhas, lâmpadas e outros equipamentos elétricos usados para reciclagem, no âmbito da 8ª edição do “Quartel Electrão”, que decorre até 30 de Novembro.

No Norte Alentejo as corporações de bombeiros que aderiram ao projecto são as de Arronches, Avis, Campo Maior, Crato, Elvas, Marvão, Portalegre e Sousel.

Os equipamentos podem ser entregues nos quartéis aderentes pela população, empresas e instituições.

A associação de bombeiros que conseguir reunir a maior quantidade de equipamentos, a nível nacional, ganha um veículo de combate a incêndios no valor de 68 mil euros e o segundo premiado recebe 5 mil euros em equipamentos de proteção individual.

Serão também atribuídos prémios por regiões e aos novos aderentes, com os vencedores destas categorias a receberem 750 euros em cartões pré-pagos de combustíveis. Já as associações que recolherem mais pilhas e mais lâmpadas terão direito a 1.500 euros convertíveis em equipamento de proteção individual. Todas as associações recebem, adicionalmente, 75 euros por cada tonelada de resíduos reunida e há ainda um incentivo financeiro extra para premiar as associações que recolherem mais de 30, 45 e 60 toneladas.

No site www.ondereciclar.pt é possível localizar o quartel aderente mais próximo onde entregar pilhas, baterias, lâmpadas e outros equipamentos elétricos usados, como máquinas de lavar, televisores, computadores, frigoríficos ou telemóveis, entre outros.

“O empenho e entusiasmo colocados pelos bombeiros nesta causa têm possibilitado o aumento significativo da quantidade de pilhas e equipamentos elétricos enviados para reciclagem. Acreditamos que nesta 8ª edição serão alcançados bons resultados, à semelhança do que já tem sido verificado em anos anteriores”, sublinha o Diretor-Geral do Electrão, Ricardo Furtado.

Esta campanha do Electrão – Associação de Gestão de Resíduos, promovida em parceria com a Liga dos Bombeiros Portugueses, tem como objetivo envolver as associações humanitárias na missão de reciclagem de pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos usados, garantindo, ao mesmo tempo, vários prémios às associações. É também uma forma de os próprios bombeiros sensibilizarem a população para a causa da reciclagem.

Globalmente, desde 2011, esta iniciativa já permitiu a recolha de mais de 11 mil toneladas de pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos usados.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

MCPE aplaude redução de impostos anunciada por Rondão Almeida

O Movimento Cívico por Elvas (MCPE) manifestou o seu “agrado” com a “redução de impostos” …