A Câmara Municipal de Elvas vai liderar um consórcio no âmbito de uma candidatura ao Aviso (ITI) “Redes Urbanas”, com o tema das Fortalezas.

Nos Paços do Concelho realizou-se esta quinta-feira, dia 16, um encontro de trabalho para delinear a estratégia de acção dos parceiros, para a submissão de uma candidatura conjunta, tendo sido escolhido o Município de Elvas pelo seu riquíssimo património fortificado ao possuir as maiores fortificações abaluartadas terrestres do mundo.

O presidente da Câmara Municipal de Elvas, José Rondão Almeida, deu as boas-vindas aos presentes, tendo sublinhado a “mais-valia deste projeto para a promoção e valorização do património”, além de destacar “a procura de sinergias que possam destacar estes municípios como um todo nesta matéria”.

Neste âmbito, o consórcio, cuja intenção vai ser formalizada antes da candidatura, é composto pelos Municípios de Elvas, Portalegre, Campo Maior, Reguengos de Monsaraz, Mértola, Beja, no Alentejo, e Castro Marim e Alcoutim, no Algarve, além das Regiões de Turismo do Alentejo e Ribatejo e Algarve.

A candidatura será submetida ao aviso (ITI) “Redes Urbanas” dos Programas Regionais NORTE2030, CENTRO2030, LISBOA2030, ALENTEJO2030 e ALGARVE2030 – Pré-qualificação, tendo este encontro de trabalho abordado a rede de parceiros e o envolvimento dos mesmos; o âmbito e tipologias temáticas a abordar na Estratégia; e a tipologia de investimentos prioritários a considerar.

Foi ainda delineado o cronograma dos próximos passos, para que a 30 de novembro seja feita a submissão da candidatura, cabendo a cada município delinear os projetos a candidatar e as intervenções a realizar, numa lógica de complementaridade e concordância do objeto da candidatura, assente nas Fortalezas.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Primeiro-Ministro inaugura 40ª Ovibeja no dia 30 de Abril

A 40ª Ovibeja abre portas já na terça-feira da próxima semana, dia 30 de abril, inaugurada…