O coleccionador de arte António Cachola integra, entre outros, o Conselho de Curadores do novo organismo que tutela os museus de monumentos e o qual é presidido pela reitora da Católica, Isabel Capeloa Gil.

O Conselho de Curadores da Museus e Monumentos de Portugal, E.P.E é o recém criado organismo para tutelar os museus e património nacional. O gabinete do ministro da Cultura indica que na equipa de curadores, Isabel Capeloa Gil irá contar com o economista e colecionador de arte António Cachola, o director do Museu Calouste Gulbenkian, António Filipe Pimentel, Álvaro Sequeira Pinto, presidente do Conselho Diretivo do Círculo Dr. José de Figueiredo – Amigos do Museu Nacional Soares dos Reis e o galerista e colecionador de arte Philippe Mendes.

Pedro Adão e Silva confirma ainda a publicação da nomeação do Conselho Diretivo do Património Cultural, I.P. O órgão de consulta será composto, tal como já tinha sido avançado pelo ministro da cultura por Paulo Pereira, professor associado na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa; Manuela Martins, professora Catedrática jubilada da Universidade do Minho; e Teresa Andersen, Presidente da Associação Portuguesa dos Jardins Históricos.

Foi também publicada hoje a nomeação do Conselho Diretivo “em regime de substituição, do Património Cultural, I.P., anteriormente anunciado pelo ministro da Cultura, composto por João Carlos Santos, Catarina Coelho e Laura Castro”.

Pode ler-se no comunicado que “Pedro Adão e Silva sublinha a experiência e competências profissionais das personalidades escolhidas para o mandato 2024-2026. Nas palavras do ministro “esta é uma reforma ousada, que revela uma nova ambição para a gestão e preservação do património cultural e que obriga a uma nova abertura e relação com a sociedade civil”.

Segundo o ministro da Cultura a “escolha destas personalidades, quer para a direção dos organismos, quer para os órgãos consultivos, corresponde a essa ambição”. Os novos estatutos dos novos organismos, a Museus e Monumentos, E.P.E. e o Património Cultural, I.P. entrarão em funcionamento a partir de 1 de Janeiro de 2024.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Ponte de Sor marca presença na BTL

O Município de Ponte de Sor está representado na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, para pr…