A Igreja do Mosteiro de São Bento de Cástris volta a abrir as suas portas à comunidade, com a realização de uma Celebração Eucarística no próximo dia 7 de dezembro pelas 12.00 horas, presidida pelo Arcebispo de Évora, Dom Francisco Senra Coelho.

Esta celebração, que se reveste de grande significado religioso, social e cultural, é aberta a toda a população.

A fundação desta igreja monástica erguida sobre uma antiga ermida dedicada a S. Bento, data de 1328.

O monumento perdeu a sua vocação inicial em 1890, data da morte da última freira, Joana Isabel Baptista, tendo passado para a posse do Estado. Desde essa data até à atualidade teve várias utilizações, tendo servido até 2005, como Casa Pia masculina.

A igreja, o mosteiro e a cerca estão classificados como Monumento Nacional pelo Decreto-lei 8218, publicado no Diário do Governo nº. 130, de 29/06/1922. Desde 2012 este monumento está afeto à Direção Regional de Cultura do Alentejo que ali tem realizado várias intervenções com vista à sua recuperação. “Têm-se realizado várias empreitadas que nos permitiram recuperar parte considerável deste importante conjunto monumental. As condições financeiras da DRC ao longo destes anos não nos permitiram ainda recuperar todo o monumento”, indica a Direcção Regional de Cultura do Alentejo.

A Direção Regional de Cultura do Alentejo quando se aproxima o final da sua missão em 31 de dezembro solicitou a colaboração da Arquidiocese, no sentido de podermos novamente abrir a Igreja ao culto regular encerrando assim a nossa missão ao longo destes 12 anos e passando a tutela para o PC IP (Património Cultural, Instituto Público com sede no Porto).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Combustíveis: Gasóleo desce, gasolina sobe

A partir da próxima segunda-feira, o gasóleo vai manter a tendência recente de descida, en…