A Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) esteve presente ontem, 23 de janeiro, na sede da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), em Évora, onde participou ativamente na digressão nacional de participação pública para a definição das prioridades de investimento público ambiental nacional para os próximos anos, o “Novo Pacto Verde”.

Criado pela Secretaria Geral do Ambiente em parceria com o Fundo Ambiental, foca-se na participação da população na abordagem de questões relativas à emergência climática, bem como na procura de respostas para este problema.

Salientamos, por isso, a importância deste Novo Pacto Verde na promoção de um trabalho contínuo e integrado rumo à neutralidade carbónica, à resiliência ambiental e, sobretudo, com especial atenção às especificidades de cada território, algo muito importante porque o nosso país não tem todo as mesmas características, sendo a adaptação de políticas o caminho a seguir.

Este são objetivos aos quais a CIMAA já se vinculou e para os quais continua diariamente a trabalhar, desde logo, com a aprovação do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Alto Alentejo em setembro de 2022, que apesar de ser um plano pensado a médio-longo prazo, com o horizonte de 2030, já tem algumas das medidas nele previstas em curso, nomeadamente: mecanismos de proteção de floresta contra incêndios, reforço do Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal, a promoção da utilização de fontes de energia renovável e da mobilidade sustentável, entre outros.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

A2 cortada devido a incêndio

Um incêndio de origem agrícola, que deflagrou hoje em Messejana, em Aljustrel, mobiliza ma…