O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou para vermelho o aviso meteorológico para sete distritos do continente, na sexta-feira, devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de noroeste que podem atingir os 14 metros.
De acordo com o IPMA, os distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, Leiria, Lisboa, Porto e Viana do Castelo vão começar por estar sob aviso amarelo até às 18:00 de hoje, passando a laranja até às 18:00 de sexta-feira e depois a vermelho (o mais grave de uma escala de três) entre as 18:00 de sexta-feira e as 15:00 de sábado.
Estes sete distritos vão passar depois entre as 15:00 de sábado e as 00:00 de domingo a aviso laranja.
Por causa da agitação marítima, o IPMA colocou também os distritos de Faro, Setúbal e Beja sob aviso amarelo (entre as 00:00 e as 09:00 de sexta-feira), passando depois a laranja até às 00:00 de domingo.
De acordo com a Marinha Portuguesa e Autoridade Marítima Nacional, as barras marítimas de Caminha, Douro, Esposende, Vila Praia de Âncora, Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Portinho da Ericeira e São Martinho do Porto estão fechadas à navegação devido ao estado do mar.
A barra da Figueira da Foz está concionada, estando apenas fechada a embarcações de comprimento inferior a 35 metros.
O IPMA emitiu ainda aviso amarelo para a Costa Norte da Madeira e Porto Santo por causa da agitação marítima entre as 12:00 de sexta-feira e as 00:00 de domingo.
Sob aviso amarelo, mas devido à previsão de queda de neve acima de 800 metros, com acumulação acima de 1.000 metros, estão os distritos de Bragança, Viseu, Guarda, Vila Real, Castelo Branco e Braga até às 06:00 de sábado.
O aviso laranja é emitido pelo IPMA sempre que existe situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo quando há uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.
O IPMA prevê pelo menos até ao fim de semana períodos de chuva, que pode ser forte, descida das temperaturas, agitação marítima e vento forte devido à passagem de uma superfície frontal fria.
Em comunicado, o IPMA adianta que esta mudança do estado do tempo “está associada ao enfraquecimento de um anticiclone que esteve localizado a oeste da Península Ibérica, permitindo a influência de uma vasta região depressionária centrada na região da Islândia, região essa com vários núcleos, a um dos quais está associada uma superfície frontal fria que afetará o continente nos próximos dias”.
O Instituto diz que um dos núcleos desta região depressionária, é a depressão Louis, nomeada na quarta-feira pela Meteo France (Serviço Meteorológico Francês),
Esta depressão afeta principalmente a região noroeste de França.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Portugal vai acabar por ter casos de dengue, mas vai demorar

já houve casos em Espanha - 10 casos entre 2016 a 2020 -, mas até ao momento não houve cas…