Alandroal acolhe até ao próximo domingo, 3 de Março, mais uma edição do Festival do Peixe do Rio, que, para além de levar à mesa o que de melhor o Alqueva oferece, apresenta um vasto programa de animação para todos os gostos.

Uma maratona fotográfica, um concurso de pesca, o tradicional almoço de convívio da caldeta para todos e um concerto do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa “Mundos” são alguns dos argumentos que justificam uma visita ao concelho.

O Festival do Peixe do Rio promete uma experiência gastronómica inesquecível, à mesa dos 16 espaços aderentes pelo concelho, que apresentam especialidades como a caldeta de barbo, sável frito com açorda de ovas, carpa assada no forno, achigã grelhado com molho de poejo, tacos, ceviche e sushi de lúcio-perca.

Grupos de animação musical itinerante trazem o espírito de festa à vila, que acolhe ainda alguns workshops, atividades para os mais pequenos, passeios pedestres e a feira de produtos locais, na Praça da República, que dá a conhecer os saberes da região.

Para os amantes da arte, a sala de exposições do Fórum Cultural do Alandroal recebe, até dia 5 de abril, a exposição “Gentes de Cá. 40 Anos Depois”, de Victor Rosa, inaugurada no âmbito do Festival e que retrata as expressões e essências das pessoas com quem o artista se foi cruzando ao longo da vida, numa homenagem à população do Alandroal.

Promovido pela Câmara Municipal do Alandroal, o Festival do Peixe do Rio, nasceu em 2010 enquanto Mostra Gastronómica e é hoje uma marca identitária do concelho, com o objetivo dar a conhecer a autenticidade e qualidade dos produtos locais, dinamizando a economia em áreas cruciais como a restauração, hotelaria e comércio.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Parlamento Europeu: Listas partidárias deixam Alentejo de fora

Carlos Zorrinho, deputado Socialista no Parlamento Europeu, não faz parte da lista escolhi…