Foram mais de uma centena os premiados que viram o seu trabalho reconhecido, na tarde de 1 de Março, no Campus Politécnico.

A habitual entrega de prémios, que o Politécnico de Portalegre realizava por ocasião do dia 25 de novembro (Dia da instituição), deu lugar a um evento único, que só foi possível com o apoio de um número alargado de entidades parceiras.

Um dia muito feliz

O auditório Dr. Francisco Tomatas foi pequeno para receber todos os que se associaram ao evento; uma cerimónia singela, mas emotiva, com apontamentos musicais a cargo de jovens talentos da Escola de Artes do Norte Alentejano.

O propósito do Politécnico de Excelência foi apresentado pelo presidente do Politécnico de Portalegre, Professor Luís Loures: “entendemos que são ações coletivas, como a que hoje aqui levamos a cabo que, mais do que premiar o mérito, podem contribuir para aproximar a oferta da procura, dando visibilidade tanto a quem procura, como a quem oferece, contribuindo assim de forma direta para enaltecer um fator determinante para a competitividade de qualquer território: o talento. Reconhecendo que a simples ação de cooperar e agir de forma coletiva com os outros, trabalhando juntos em prol do mesmo objetivo, constitui uma prática fundamental que, no final do dia, nos educa e nos permite desenvolver uma mentalidade mais aberta e flexível e mais participativa e solidária”.

Na sessão de abertura, Martim Carvalho, presidente da Associação Académica do Politécnico de Portalegre, partilhou uma reflexão sobre o tema do evento. “A excelência não é um destino, mas sim uma jornada; é um processo contínuo de busca, pela melhor versão de nós mesmos e é essa busca que nos reúne aqui hoje. «Excelência», não se trata apenas das melhores notas, trata-se de fazer a diferença, de deixar a sua marca no mundo”, considerou.

Palavra de ordem: reconhecimento

Com prémios pecuniários, patrocinados pelas entidades parceiras, distinguiram-se diplomados e alunos dos diferentes ciclos de estudos das quatro escolas do IP Portalegre.

Na senda do reconhecimento, o Politécnico de Portalegre destacou também os parceiros de excelência do Ensino Secundário e Profissional. A nível regional, enalteceu-se a Escola Secundária de São Lourenço, enquanto escola do distrito de Portalegre, de onde são provenientes mais estudantes. O Agrupamento de Escolas do Bonfim/ Escola Secundária Mouzinho da Silveira foi destacado, porque daí é oriundo o estudante do distrito que entrou com melhor nota de ingresso, no Politécnico de Portalegre, no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES).

A par das referidas escolas, a Escola Secundária D. Sancho II e a Escola Profissional Agostinho Roseta, do distrito de Portalegre, foram mencionadas enquanto estabelecimentos de ensino de origem dos alunos com melhor classificação de ingresso, que escolheram o Politécnico de Portalegre, como primeira opção. De fora do distrito, o destaque foi para a Escola Artística Soares dos Reis, no Porto, de onde é proveniente a estudante de licenciatura com melhor classificação de ingresso (192,2!), no IP Portalegre, através do CNAES.

Atribuíram-se os prémios de reconhecimento aos trabalhadores; na categoria docente, a Francisco Mondragão Rodrigues, professor do departamento de Ciências Agrárias e Veterinárias, e na categoria não docente, a Alcida Estalagem, colaboradora dos Serviços de Aquisições e Aprovisionamento.

Distinguiu-se o voluntário do ano, como forma de enaltecer a atividade de todos os que integram a Bolsa de Voluntários do Politécnico de Portalegre.

Evidenciaram-se ainda os vencedores da última edição do Poliempreende, concurso regional de ideias e de planos de negócios, cujos prémios foram financiados pelo COMPETE 2020, Portugal 2020 e Fundo Social Europeu.

Prémio Carreira Alumni: “Vejam-me na vossa equipa”

A entrega das distinções culminou com o anúncio do vencedor do prémio Carreira Alumni 2023, que o Politécnico de Portalegre atribuiu a Pedro Rodrigues, licenciado em Enfermagem, em 2012.

O homenageado tem seguido uma carreira maioritariamente dedicada à investigação em saúde, marcando o papel da enfermagem no âmbito da investigação clínica ligada às doenças respiratórias infeciosas.

Na sua intervenção, o enfermeiro Pedro Rodrigues reconheceu “o papel crucial” da Escola Superior de Saúde do Politécnico de Portalegre, no seu percurso, onde a investigação foi fundamental.

Pedro Rodrigues exerce funções no Reino Unido, desde que concluiu a licenciatura. Valorizando a importância do trabalho em equipa, com entusiasmo manifestou publicamente o seu orgulho e disponibilidade para com quem o homenageava: “vejam-me na vossa equipa (…) eu faço parte de vocês!”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Portugal vai acabar por ter casos de dengue, mas vai demorar

já houve casos em Espanha - 10 casos entre 2016 a 2020 -, mas até ao momento não houve cas…