Um homem de 21 anos foi detido por violência doméstica, em Campo Maior, estando impedido de se aproximar a menos de 600 metros da vítima, de 17 anos, controlo que será efetuado por pulseira eletrónica, informou hoje a GNR.
O detido foi presente no Tribunal Judicial de Elvas na terça-feira, informou o Comando Territorial de Portalegre daquela força de segurança, ficando ainda impedido de permanecer na residência da vítima, que era sua companheira, em casa de familiares da vítima ou onde a jovem venha a residir.
Está ainda proibido de contactar com a mulher por qualquer meio físico ou telemático e obrigado a apresentações periódicas semanais no posto policial da sua área de residência.
Além disso, terá de se sujeitar a tratamento da dependência de estupefacientes, em instituição ou ambulatório, durante o período que for considerado necessário para assegurar a eficácia do tratamento.
O homem foi detido no âmbito de uma investigação do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Comando Territorial de Portalegre da Guarda Nacional Republicana.
Em comunicado, a força policial explica que o homem “exercia violência psicológica e física contra a vítima” e que, após diligências policiais, “foi dado cumprimento a um mandado de detenção” que resultou na detenção do agressor.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

13 acidentes de viação com um ferido grave e oito condutores detidos em estado de embriagues na lista de ocorrências da GNR

As incidências mencionadas correspondem ao período entre 21 e 23 de Junho …