Decorreram hoje, dia 5 de Julho, as eleições para a Comissão Política da Concelhia do Partido Socialista elvense. O acto eleitoral decorreu até às 19 horas, tendo concorrido apenas uma lista, liderada por Nuno Mocinha. O sufrágio ditou a vitória do ex presidente da Câmara Municipal de Elvas com 82 votos a favor e 9 abstenções perfazendo 91 votos no total.

Aquando da apresentação da sua candidatura à comunicação social, Mocinha explicou quais as razões que o levaram a candidatar-se. “As razões desta candidatura têm a ver com o ponto de estagnação que, neste momento, Elvas tem. Elvas precisa de avançar, Elvas está parada. Elvas era conhecida pelo seu dinamismo, pela sua promoção, pelas empresas que vinham para o concelho, pelos empreendimentos que cá foram feitos. Nos últimos 3 anos o que assistimos foi um desaparecer disso tudo”.

O presidente socialista ora eleito para a concelhia, juntamente com a sua equipa, promete trabalhar em “prol do concelho” com o objectivo de proporcionar “ um futuro às novas gerações”.

Elvas tenha voltou outra vez à política do medo”

Nuno Mocinha está preocupado com o estado da actual situação política em Elvas.

“Custa-me que Elvas tenha voltado outra vez à política do medo, as pessoas têm medo de falar, as pessoas vêm falar comigo em surdina. As pessoas até no Facebook têm medo porque depois recebem uma mensagem privada. Até os próprios trabalhadores da Câmara têm medo de abrir a boca porque depois podem ser chamados ao gabinete e serem questionados, ‘Porque é que abriu a boca?’. Isto não pode ser, depois do 25 de Abril isto é inaceitável”, lamenta.

O antigo presidente da Câmara de Elvas é, a partir deste momento, o candidato natural a indicar pelo Partido Socialista à presidência da Câmara Municipal nas eleições do próximo ano.

A lista vencedora conta com Eduardo Cristiano como mandatário e, entre outros militantes de peso, com Vera Guelha, que lidera as Mulheres Socialistas de Elvas.

As eleições decorreram no antigo Ciclo de Santa Luzia e não na sede, situada na Praça da República, devido à realização da Feira Medieval.

Fotos: Arquivo LE

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alerta para elevado perigo de incêndio rural e apela a seguir várias recomendações

Aumento do risco de incêndio, com condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação …